domingo, 17 de outubro de 2010

Abrangência do Ecumenismo


João Areis Preda
O Ecumenismo Irrestrito e total estabelece em nossas vidas uma busca incessante para entender as bases da nossa Civilização. Onde cada um procura encontrar o seu próprio Eu e relacionamento perfeito com as outras pessoas deste ou de outro mundo. Pois a vida terrena nada mais é que reflexo de outras humanidades.
O Ecumenismo em questão abrange todas as crenças e raças, dos dois mundos. Material e Espiritual.
Como afirma Paiva Netto no livro Reflexões da Alma “Podemos, hoje falar de Ecumenismo Total, que vai além do Ecumenismo Irrestrito, porque propõe a união deste mundo com o Outro. Afinal de contas, os mortos verdadeiramente não morrem. Eles são agora, o que seremos amanhã. O renomado evangelista norte-americano - Billy Graham escreveu: “A morte não é o fim, mas o começo de uma nova dimensão de vida – a vida eterna (...) Pela Sua ressurreição dentre os mortos, Jesus demonstrou – sem qualquer sombra de dúvida – que existe vida após a morte”.
Devemos sempre nos aliar a humanidade superior à nossa. Fazer aliança com Espíritos luminosos que podem nos orientar e nos ajudar nas soluções dos grandes e graves problemas que ainda assombra a Humanidade.
Ao escrever sobre o Ecumenismo Irrestrito, eu reflito no escritor Paiva Netto, construtor do Templo da Boa Vontade, onde todos os seres humanos e espirituais podem entrar e fazer as suas orações.
Ele tem uma Espiritualidade Superior, vinda da Divindade que emana Luz e ilumina as consciências das civilizações do Universo.
O homem com o ecumenismo no coração é elevado a hierarquia de grandeza superior, ficando com o coração liberto e sem ódio. Pois sabe que o amor preenche as fendas abertas pelo tempo e conduz a pessoa de volta ao caminho certo.
O Ecumenismo Divino é celestial. Ele faz uma ponte entre a criatura homem e Deus o seu criador. E promove em nos oportunidades para tornarmos homens-verticais, Espiritualizados, capaz de amar com o amor do Novo Mandamento de Jesus – “Amai-vos como Eu vos amei, somente assim podereis ser reconhecidos como Meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor uns pelos outros. (Evangelho segundo João, 13: 34 e 35)”. Nessa altura já não mais será o varão, um ser carnal somente. Compreendera: Como diz José de Paiva Netto, líder da Boa Vontade. “Estamos carne, mas somos Espíritos. Ele também traz outra afirmativa: Matéria também é Espírito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário