segunda-feira, 28 de maio de 2012

Liberdade


Liberdade sem Jesus é prisão 

Há muito que apreender
os homens deste orbe terrestre.
Ignorando as suas responsabilidades
com seu próprio destino.
Mesmo não sabendo, os homens
são iluminados pela Onipotência.
Seja humilde e vença o ódio,
ele provoca sombras.
Por causa do seu egoísmo
                                   a  luz não refletida em você
e sua alma não fica estrelada.
Acenda o conhecimento em você
acrescentando o livre-arbítrio
Natural do soberano
Das nossas vidas


Poeta João Preda

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Tapa na cara

Brasil rico e lindo de imensas belezas
Povo carente de cultura

E de enriquecimento planetário

Pobreza na política e no cenário

Político que usa tapa igual a cavalo

Não igualando os maus políticos 
Com os animais Irracionais,
Pois eles são altruísticos
Enquanto arrasta com bravura o arado
Para enriquecer o cenário
Dos políticos que não merecem

O povo precisa de verdade

Mas os políticos não sabem o que é

O povo quer ver seu dinheiro aplicado

Mas estamos é sendo roubado

É duro ouvir esses meus versos?

Isso também eu sei

Só não sei até quando

Vamos Cobrar! Cobrar!

Sem nada adiantar.


João Preda


quarta-feira, 23 de maio de 2012

Nosso futuro é definido antes de nascermos?

Eclipse, registro feito por João Preda em Brasília

Futuro. "Uma palavra frequentemente pronunciada e ouvida por nós. Sua definição? De acordo com o dicionário, é "o tempo que há de vir, destino, resto da vida". Contudo, o que vem a seguir é definido por nossas ações no presente? Ou aquilo que acontece em nossas vidas está fora de nosso controle, independentemente de nossas escolhas?" Acompanha a matéria na integra clicando
 no link: http://www.boavontade.com/inc/interno.php?cm=94715&cs=3&ci=1

sexta-feira, 18 de maio de 2012

O Silêncio é a ascendência de Deus, sua voz é a razão. João Preda

Deus é a  natureza, foto: João Preda
O Silêncio é a ascendência de Deus, sua voz é a razão. 
João Preda

Inteligência espiritual


Meditando sobre a responsabilidade de pais e educadores na sólida formação humana, ética e principalmente espiritual dos infantes, recordei-me do que, em 1981, disse ao jornalista italiano Paulo Parisi, há décadas radicado no Brasil. Defendi a basilar necessidade de unir ao raciocínio intelec­tual a sabedoria que se origina no coração das criaturas. Sim, porque também existe a inteligência do sentimento, da emoção e, mais que isso, a espiritual, provinda do Mundo ainda invisível aos nossos olhos materiais, por questões de frequência, entre outras. Ninguém morre. Continuamos vivos pela Eternidade.

EDUCAÇÃO COM ESPIRITUALIDADE ECUMÊNICA
No “Manifesto da Boa Vontade” (1991), escrevi que, intuitivamente, com acerto, assevera o próprio povo, seguido por eminentes pensadores: “Enquanto há vida, há esperança”. O caminho mais acertado permanece na área da Educação com Espiritualidade Ecumênica, um passo à frente no Terceiro Milênio, que se aproxima.
Contudo, a insensibilidade de muitos foi a motivação deste expressivo repto do notável Martin Luther King Jr. (1929-1968): “Ao longo do caminho da História, uma das maiores tragédias do homem tem sido o seu limitado interesse pelo próximo, seja este tribo, raça, classe ou nação”.
Por isso há que se orientar os esforços mundiais, aplicando-os na tarefa de resgate da parcela desfavorecida do planeta, colocando, assim, os valores da sociedade na devida ordem e fazendo a marcha do desenvolvimento econômico dirigir-se em prol da criatura humana, porquanto o ser vivente é a geratriz do progresso, a despeito das máquinas. Do contrário, os governos poderão não estar governando para seus povos.
O velho Gandhi afirmava que “uma civilização é julgada pelo tratamento que dispensa às minorias”. E aí, na indiferença de muitos para com os demais, reside a sua fraqueza, se nada fizerem para mudar o rumo dos fatos, para o que é necessário igualmente que parem de culpar a Deus e os Seus preceitos pelos tropeços que dão. Atualíssima, portanto, esta advertência de antigo aforismo do escritor latino Publilius Syrus (85 a.C.-43 a.C.): “Tolo é aquele que afunda seus navios duas vezes e continua acusando o mar de culpado”.

ATENÇÃO MERECIDA ÀS CRIANÇAS
Para que isso não venha a ocorrer com os nossos pequeninos que se preparam para a vida, com honra inaugurei, em São Paulo/SP, em 25 de janeiro de 1986, data natalícia da colossal cidade sul-americana, a Supercreche Jesus, que integra um grande Instituto, hoje responsável pela educação diária de 1.400 crianças, jovens e adultos.
Reflitamos acerca deste ensinamento do Profeta Muhammad (570-632) — “Que a paz e a bênção de Deus estejam sobre ele!”no Corão Sagrado: “As crianças são os ornamentos da vida neste mundo”.
Delas, Jesus, no Evangelho segundo Mateus, 19:14, declara: “Deixai vir a mim os pequeninos, não os impeçais, porque deles é o Reino dos Céus”. E Salomão, em Provérbios, 22:6, aconselha: “Educa a criança no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele”.
Ao anunciar, ainda durante a inauguração da Supercreche Jesus, o advento do Instituto de Educação da LBV, que surgiria em 25 de janeiro de 1993, também na capital bandeirante, assim resumi sua filosofia de trabalho: Aqui se estuda. Formam-se Cérebro e Coração.

COMBATE À EXPLORAÇÃO SEXUAL
Dezoito de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Uma batalha para a qual a sociedade deve permanecer em constante vigília. Proteger a infância e a juventude consiste em providência para todas as horas.
Tenhamos em nossa agenda o Disque Direitos Humanos, o Disque 100. A ligação é gratuita.

José de Paiva Netto é jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Rodas Espirituais e Culturais reúnem famílias no Brasil e no mundo


A Juventude Ecumênica Militante da Boa Vontade de Deus, movimento jovem das Instituições da Boa Vontade e Religião de Deus —, propõe pensar as relações do Ser Humano com o meio ambiente e com a sua família considerando as contribuições da Espiritualidade Ecumênica, contida na sabedoria trazida ao mundo por Jesus, por meio de Rodas Espirituais e Culturais.
Confira: http://www.boavontade.com/inc/interno.php?cm=94624&cs=3&ci=1

terça-feira, 15 de maio de 2012

Mães, Lei Áurea e saúde

Paiva Netto, Foto João Preda

O Dia das Mães e da Abolição da Escravatura, comemorados em 13 de maio, nos conduzem a importantes reflexões. O zelo materno no cuidado da saúde dos filhos e o alto significado da Lei Áurea são dois simbolismos que devem iluminar as boas iniciativas de libertação do ser humano dos escravismos que lhe prejudicam a existência. Entre eles estão os comportamentos de risco, a exemplo da falta de critério na alimentação e do vício do fumo.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV), membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter). Filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central.

Leia na integra: http://www.paivanetto.com/index.php/pt/artigo?cm=94616&cs=100

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Mãe




A mãe é o porto seguro do filho,
ah se não fosse o amor de mãe!
a vida dos filhos seria uma tormenta,
Pois o pai não compreende o filho como a mãe.
A mãe é o farol que conduz o filho
em todos os momentos da vida.
Para  a mamãe o filho nunca envelhece
é sempre uma criança.
Ah, se o pai fosse como a mãe,
O mundo seria melhor.
Mãe é amor é fulgor.

João Preda

Homenagem as mães


A Voz do Silêncio homenageia todas as mães neste seu dia especial, que Deus o Todo Poderoso esteja sempre ao lado de vocês, dedicadas e abnegadas mães. 

terça-feira, 8 de maio de 2012

Balde de sangue

Paiva Netto

Paiva Netto
Sempre procuro respeitar a opinião de todos, contudo, que a consciência de preservação da vida aumente cada vez mais, de modo que não se repitam situações trágicas, similares à extraída do jornal “O Mensageiro”, reproduzido pela “Revista André Luiz” nº. 7, em texto de Francisco Ferreira:
“Monsenhor L. B. Lyra, num artigo intitulado ‘Contra a nefanda lei do aborto’, narra o depoimento de uma enfermeira de determinado hospital inglês: ‘Está diante de mim um ser pequeno e impotente, ligado ainda à mãe pelo cordão umbilical. Era um menino, de cor rósea, muito bem formado. Estava ali e gemia, e quando o toquei, agitou as mãozinhas. Era uma cena que desafiava os instintos maternais de qualquer mulher, e eu, enfermeira, notei que se me revoltavam os sentimentos. Porém, aquele pequeno ser, ao invés de passar aos braços de sua mãe, para ser acariciado e amado, era atirado a um balde de metal, dando-se fim a uma vida que não teve tempo de começar’”.
Não é possível conceber que uma mulher (ou um homem) não se comova perante um drama como esse. Mas, ao término de tudo, o espírito bom que existe no coração das mulheres erguerá o mundo de tanta insensatez. Elas liquidarão a cultura mórbida que turva o horizonte da Terra e se propaga até atitudes tais que, desde o efeito Arrhenius, vão, por exemplo, fomentando o aquecimento global. Os alertas, por tanto tempo desmentidos, o que não impediu a sua progressão, aí se encontram: agora mesmo (estávamos no início de 2010), segundo a mídia internacional, um imenso iceberg, do tamanho de Luxemburgo, se soltou da Antártida pelo impacto de outro iceberg, chamado B9B, à deriva desde 1987. A continuar assim, em poucos anos, cidades litorâneas poderão ser inundadas.

O CORPO DO BEBÊ É DO BEBÊ
Quem traz dentro de si mesma a capacidade de dar a vida não pode amar a morte. Quanto às mães adolescentes e/ou solteiras, que tal aumentar, de todas as formas, o socorro a elas, com políticas públicas eficazes, e combater menos as instituições da sociedade que as amparam, facilitando-lhes acesso ao mercado de trabalho, para que possam criar os seus filhos?
Em “Mãezinha, deixe-me viver!” (1987), argumentei: os que, por desconhecimento de certos fatores espirituais, infelizmente ainda defendem o aborto, alegando que a mulher é dona do seu corpo, esquecem-se de que, pelo mesmo raciocínio, o corpo do bebê é do bebê...
Jesus, o Profeta Divino, veio à Terra para salvar as criaturas. Por isso, a nossa constante preocupação em defender a Vida.

CARLOS HEITOR CONY NA BIENAL DE BRASÍLIA
O jornalista Carlos Heitor Cony foi uma das presenças ilustres na 1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura, de Brasília, que ocorreu de 14 a 23 de abril na Esplanada dos Ministérios.
No espaço Café Literário, durante encontro especial entre ele e o poeta Thiago de Mello, Cony dirigiu algumas palavras ao público e à audiência da Super Rede Boa Vontade de Comunicação (rádio, TV e internet). Membro da Academia Brasileira de Letras, o escritor destacou a extensa agenda de eventos culturais da ABL: “Nós temos uma programação, durante o ano todo, de palestras, de festividades e eventos: teatros, concertos, literatura, basicamente literatura. Fazemos também shows e publicações (...)”.
Sobre a Legião da Boa Vontade, afirmou o acadêmico: “Aprecio muito o trabalho, antigo, tradicional, e acredito que, se houvesse outros movimentos com a mesma honestidade, com os mesmos critérios, o Brasil seria muito melhor”.
A ele, o meu agradecimento pela dedicatória em exemplar de seu “A noite do massacre”: “Sr. Paiva Netto, com o abraço amigo e antigo de Carlos Heitor Cony — 2012”.

José de Paiva Netto — Jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com


segunda-feira, 7 de maio de 2012

Ultrassom salvador de vidas



O corpo do bebê é do bebê

Quem traz dentro de si mesma a capacidade de dar a vida não pode amar a morte. Quanto às mães adolescentes e/ou solteiras, que tal aumentar, de todas as formas, o socorro a elas, com políticas públicas eficazes e combater menos as instituições da sociedade que as amparam, facilitando-lhes acesso ao mercado de trabalho, para que possam criar os seus filhos?


Acompanha na integra o artigo de Paiva Netto, Ultrassom salvador de vidas 

Religião de Deus no Lar

Como as Profecias interferem em nossas vidas?

quinta-feira, 3 de maio de 2012

O Templo da Boa Vontade é uma ponte que liga os dois mundos

 Memorial Alziro Zarur- Foto João Preda
O Templo da Boa Vontade liga este mundo com o outro, caminhar no solo sagrado desta nave com o pensamento elevado em preces, alcançaremos os mais elevados santuários celestes que a nossa imaginação terrena é capaz de imaginar. Um conforto Indescritível Alcançaremos em nosso universo interior, como uma sensação de estar à beira de uma cachoeira com aquela nevoa de água caindo sobre o nosso corpo. Mas é o que acontece no Templo da Boa Vontade, uma água celestial é derramada sobre nos, descendo de DEUS que é amor, para cada pessoa que freqüenta este pedacinho do céu é entregue o premio do conforto da Paz e da esperança em dias melhores para a humanidade.

João Areis Preda

Amigos de Boa vontade


A Fé é o combustível das Boas Obras



 A Fé é o combustível das Boas Obras. Logo, não se refere à fé ociosa, bastante cômoda de um triunfo sem méritos. Não! Trata-se da salvação alcançada pela fé Realizante, que age em favor do progresso social, moral e espiritual do seu país e da Humanidade.   Extraído do Artigo de Paiva Netto, “Ide e Pregai” A Missão é Nossa. 
www.paivanetto.com