terça-feira, 15 de julho de 2014

João Preda Lança livro Amiguinhos da Natureza


João Areis Preda
Ao registrar essa fábula dando vida a uma Garrafa Pet e a um Pneu, desejo mostrar as crianças, adolescentes e a todas as pessoas do Mundo o quanto é triste a circunstância evidente do aquecimento Global. A população mundial corre sério risco de sua extinção e a exterminação de todos os seres viventes neste planeta, caso não façamos nada para evitar: E o prudente é não ficarmos parados, temos o dever de trabalhar para evitar que isso venha a acontecer com a nossa morada coletiva, o Planeta Terra.
Esse meu livro é uma singela parcela de colaboração ao meio ambiente, que vem sofrendo com as maquinas devoradoras das florestas e do cerrado, sem falar dos lixos que emporcalham e destroem os rios, causando as suas extinções.                                                                                                                     
Como afirma o Escritor Paiva Netto: “A destruição da Natureza é a extinção da Raça Humana, pois a todo momento, em todas as partes do mundo, o Homem, na ânsia de enriquecer a qualquer preço, cava a própria sepultura”. Vamos fazer a nossa parte, não jogando nos rios e mananciais: pneus usados, garrafas pets, sacolas plásticas, pilhas, copos descartáveis, baterias e toda forma de lixo. Temos o dever de conduzirmos para as reciclagens e aterros sanitários. Agindo assim estaremos protegendo a nossa história e a vida das novas gerações.

            Faça como a Pet e a Pnéia, não seja água parada.

A vida das pessoas na terra é como um rego D’água, o canal tem que estar sempre limpo, para que nossa história não seja exterminada. Eliminando a nossa morada coletiva, o Planeta terra. Ele está sendo arruinado com a poluição dos rios, dos regos D’água, das cachoeiras, dos mares e até mesmo dos oceanos. Essa poluição causada pelo homem, mesmo sabendo que é parte da natureza é que provoca a morte dos rios, das florestas, do ar, das nascentes, dos animais, do solo e causa o aquecimento Global e consequêntemente causa a extinção da vida Planetária. Não seja água parada! E sim um rio de água corrente e cristalina a ornamentar a paisagem do Universo.
                     
Contato do escritor: predajoao@gmail.com







Nenhum comentário:

Postar um comentário