quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Cultura e Cidadania 1ª Feira Literária de Anápolis


Livro o Amor que Aquece de João Preda

Anápolis, não é só indústria, comercio, agricultura e pecuária. A cultura é o ponto forte na cidade. Nas comemorações dos 107 anos, foi realizado o lançamento coletivo de 62 livros que compõem o Projeto “Anápolis em Letras, Fatos e Imagens”. Esta é a quarta edição do Projeto que tem como objetivo reunir contos, poemas, crônicas, romances, ensaios históricos, prosa infantil, teatro, didático-pedagógico, técnico-científico, religioso, e outras categorias literárias. Estas obras foram disponibilizadas às bibliotecas de todas as escolas da cidade, tanto da rede pública municipal e estadual, quanto particular, e das Instituições de Ensino Superior. De acordo com Augusto César de Almeida Secretário Municipal de Cultura, “no Site oficial da cidade”. Ele classifica como um marco na produção literária de Anápolis, nas quatro edições, foram 192 livros publicados. Ele enxerga o projeto como um ampliador de horizontes para escritores que sempre quiseram, mas nunca puderam publicar suas ideias. “Tenho certeza que muitos dos livros publicados eram, até há pouco tempo, manuscritos escondidos em fundos de gavetas”. Já para coordenadora do Anápolis em Letras, Fatos e Imagens e também escritora, Natalina Fernandes, o incentivo à produção de obras literárias. “Anápolis tem descoberto valores, dando oportunidade aos iniciantes na escrita, fazendo com que a cada ano cresça em quantidade e qualidade o número de escritores e obras”. Ela explicou que cada autor recebe 400 exemplares para uso próprio, sem nenhum custo. “Nossa proposta é alcançar o maior número possível de pessoas, sobretudo, de estudantes”. Já para o sociólogo e professor Francisco Itami Campos,  autor de vários livros sobre política, de artigos e crônicas, ele é figura respeitada no cenário literário goiano, e grande defensor de ações que incentivam esse meio de expressão. Para ele, “o livro qualifica o ensino, dá outra dimensão à educação, e traz um diferencial para quem lê.” Sobre o projeto, o sociólogo afirma que “é muito importante, considerando que iniciativas com esse perfil têm um papel social fundamental na construção do saber e da cultura e dão identidade à comunidade”.
Para fortalecer ainda mais a cultura em nossa cidade, a União Literária Anapolina – ULA, a Academia Anapolina de Letras – ANALE e a Secretaria Municipal de Cultura, estarão realizando, nos dias 21 e 22 de novembro, sexta  e sábado, na Praça Bom Jesus - Centro, com inicio as 8h da manhã, a 1ª Feira Literária de Anápolis. É um evento de rápida duração com o objetivo de divulgar e valorizar as obras produzidas na região, além de promover o intercâmbio entre sociedade e escritores, e dos escritores entre si. A FLANA- Feira Literária de Anápolis, pretende levar a população ao encontro da cultura, através do acesso aos livros, de apresentações musicais, declamações, oficinas, palestras, e contação de histórias.

João Areis Preda
Jornalista e Escritor


  

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Templo da Paz Atrai grande multidão de homens e almas. Celebração de ouro no Jubileu de Prata


Multidão na praça da Paz, João Preda
Paiva Netto pega nas mãos das pessoas, João Preda


Paiva Netto saúda a multidão que estão na praça, João Preda

Paiva Netto saúda a multidão que estão na praça, João Preda

Paiva Netto saúda a multidão que estão na praça, João Preda

Paiva Netto saúda a multidão que estão na praça, João Preda

Os irmão índios saúda Paiva Netto nesta foto, João Preda

O milagre presente nesta imagem, a água teve que subir para alcançar a pessoa destinada, João Preda
 
O Templo da Boa Vontade, conhecido como Templo da PAZ, dos Espíritos Luminosos e das almas benditas, teve uma celebração de ouro em seu Jubileu de Prata, completado neste ultimo dia 8 de novembro, com a presença mais que especial do seu construtor, José de Paiva Netto. Na oportunidade ele presenteou a multidão com sua forma inovadora de pregar o Evangelho e o Apocalipse de nosso senhor Jesus, o Cristo de Deus, levando a grande multidão que lotava a Praça Alziro Zarur. 

João Areis Preda
Jornalista e escritor. 

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Centelha de Luz

Templo Budista em Brasília, foto João Preda

 

Você que está triste, achando que não há solução para as suas dificuldades, Inconformado com a vida, não fique assim. Há uma solução para resolver com precisão todos os seus problemas: da má sorte, da tristeza, da falta de amor, do vazio, da escuridão na alma e da tristeza que lhe apavora, causando dor em seu coração. Sei também que há momentos que você duvida, até de Deus. Acha que tudo está contra você. E passa a acreditar que a única saída é o suicídio. Ele é uma péssima ideia. Apocalipse 9, 6 “E naqueles dias os homens buscarão a morte, e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles”. Quando a dor apertar, por favor, lembre-se desta página de André Luiz, na psicografia do venerando Francisco Cândido Xavier (1910-2002):
Mais um pouco*1
"Quando estiveres à beira da explosão na cólera, cala-te mais um pouco e o silêncio te poupará enormes desgostos.
"Quando fores tentado a colaborar na maledicência, guarda os princípios do respeito e da fraternidade mais um pouco e a benevolência te livrará de muitas complicações.
"Quando o desânimo impuser a paralisação de tuas forças na tarefa a que foste chamado, prossegue agindo no dever que te cabe, exercitando a resistência mais um pouco e a obra realizada ser-te-á gloriosa bênção de luz.
"Quando a revolta espicaçar-te o coração, usa a humildade e o bom entendimento mais um pouco e não sofrerás o remorso de haver ferido corações que devemos proteger e considerar.
"Quando a lição oferecer dificuldade à tua mente, compelindo-te à desistência do progresso individual, aplica-te ao problema ou ao ensinamento mais um pouco e a solução será divina resposta à tua expectativa.
"Quando a ideia de repouso sugerir o adiamento da obra que te cabe fazer, persiste com a disciplina mais um pouco e o dever bem cumprido ser-te-á coroa santificante.
"Quando o trabalho te parecer monótono e inexpressivo, guarda fidelidade aos compromissos assumidos mais um pouco e o estímulo voltará ao teu campo de ação.
"Quando a enfermidade do corpo trouxer pensamentos de inatividade, procurando imobilizar-te os braços e o coração, persevera com Jesus mais um pouco e prossegue ajudando a todos, agindo e servindo como puderes, porque o Divino Médico jamais nos recebe as rogativas em vão.
"Em qualquer dificuldade ou impedimento, não te esqueças de usar um pouco de paciência, amor, renuncia e Boa Vontade, a favor de teu próprio bem-estar.
"O segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender, imaginar, esperar e fazer mais um pouco"
.
A razão da sua tormenta é que os seus olhos só enxergam trevas e escuridão, enquanto há muita luz em sua volta. Os Anjos protetores jamais lhe abandonam, eles estão o tempo todo ao seu lado, esperando apenas um pedido de socorro para lhe ajudar.  Você foi criado a imagem, idêntico a semelhança de Deus. O Onipotente é plena Luz e jamais permite que seus filhos permaneçam nas trevas. Mesmo quando estamos aparentemente no abismo, a Sua Luz chega a nossa alma, ainda que em pequenas centelhas, capazes de confortar a nossa alma e aliviar o nosso coração.  Deus está ao mesmo tempo em toda parte e espera apenas um pedido de socorro para nos ajudar. A solução definitiva para resolver todos os nossos problemas, está na capacidade de amar, compreendendo para sempre que Deus é a única solução para os nossos dilemas por mais íntimos que sejam.   

João Areis Preda
Jornalista e escritor