quinta-feira, 12 de março de 2015

Universo sem alma

Universo sem alma

A existência sem amor é um universo sem alma é muito triste. Imagina um planeta sem água, sem Terra, sem sol, sem ar. Não ha fulgor. A emoção e a vontade de viver nele perdem o brilho, tudo fica negro. Apocalipse 6:12E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue;”  Com as pessoas é de igual modo, o brilho do Universo pessoal, sucede com amor, o Sol interior reluz nos momentos de felicidade, produzindo o brilho que reflete luminosidade na alma. Sem afeição e apego, dedicação e carinho, o raio que vem de Deus, já não contempla a sua luz, e o deixa na mais completa escuridão, tudo fora do lugar, em completa ruína. Nestes momentos é que surgem os vestígios dos sentimentos obscuros, aqueles que estavam reprimidos e permaneceram retraídos por muito tempo e ao ganhar liberdade, surgiram às perguntas: isso é liberdade? Ou uma forma de prisão aberta? São indagações gritantes dentro do Universo desolado e aniquilado pela tempestade ardente. Não deixe sua vida desolada, não permita que o sol se torne negro. Proteja a sua natureza interior contra os pensamentos inferiores, que podem ser destrutivos quando aliados a vibrações emanadas do mal, que envenenam as pessoas. Salmos 119:28A minha alma consome-se de tristeza; fortalece-me segundo a tua palavra.” Somente as palavras de Deus, podem fortalecer os homens, nestes momentos de tristeza que envenena a alma. Porque Deus é amor, e nele tudo podemos.


João Areis Preda
Jornalista e Escritor


Nenhum comentário:

Postar um comentário